terça-feira, 24 de janeiro de 2012


Saiba
Meu pobre coração não vale nada
Pelas três da madrugada
Toda a palavra calada
Dessa rua da cidade
Que não tem mais fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário